Archivo mensual: junio 2012

Días de ocio en el país del Yann (III). As pedras bem hirtas! Um leque de menires alentejanos.

Por Félix J. Castaño Fernández

Sempre gostei dos menires. Desde miúdo. Acaso seja pela temprana influência das B. D. de Astérix… e Obélix, é claro! (O passo trascendental desde as primeiras leituras do “Pumby” e as revistas da editora Bruguera, até o achado de “Pilote” e os clássicos da linha clara). Mas também, como o nosso herói gordinho de calças às riscas, jamais consegui adivinhar para que raios serve um menir. Sigue leyendo